Bitcoin dispara 8%, bate máxima em dois meses e se aproxima dos US$ 9 mil

Bitcoin dispara 8%, bate máxima em dois meses e se aproxima dos US$ 9 mil

Mercado e Tendências
14 de janeiro de 2020 por InfoMoney
106
O movimento é generalizado, com praticamente todas as dez maiores criptos registrando alta de mais de 10% Seguindo o bom momento iniciado na virada do ano, as criptomoedas tem um dia de forte valorização nesta terça-feira (14), com o Bitcoin chegando a sua máxima em dois meses, de volta ao nível dos US$ 8.500. Às 15h40 (horário
Banner sobre ordem do tipo IOC: executa ou cancela

O movimento é generalizado, com praticamente todas as dez maiores criptos registrando alta de mais de 10%

Seguindo o bom momento iniciado na virada do ano, as criptomoedas tem um dia de forte valorização nesta terça-feira (14), com o Bitcoin chegando a sua máxima em dois meses, de volta ao nível dos US$ 8.500.

Às 15h40 (horário de Brasília), o Bitcoin tinha ganhos de 8,24%, cotado a US$ 8.805, enquanto no Brasil a alta era de 7,62%, para R$ 36.221. O movimento é generalizado, com praticamente todas as dez maiores criptos registrando alta de mais de 10%.

Ethereum e o Ripple, por exemplo, sobem 15% e 13%, respectivamente. Enquanto isso, o Bitcoin Cash registra alta de 24%, enquanto o Bitcoin SV dispara 95%.

Não houve uma notícia específica para puxar os ativos, mas a alta, que teve início na noite de segunda, coincide com o anúncio da bolsa de Chicago, a CME Group, de que agora estão abertas para negociação as opções de Bitcoin.

Publicidade:

Banner Bitcoin Taxa Zero

Segundo as regras, cada contrato, cotado em dólares, representa cinco bitcoins e é compensado centralmente para evitar o risco de contraparte.

O volume negociado neste primeiro dia agradou o mercado ao chegar em 55 contratos, ou US$ 2,1 milhões. Este resultado é bem superior ao que já foi negociado na plataforma da Bakkt, de propriedade da ICE, que desde 9 de dezembro, quando foi lançada, negociou cerca de US$ 1 milhão.

Vale ressaltar que analistas têm apontando que o ano de 2020 promete ser positivo para o Bitcoin particularmente por conta do chamado “halving”, evento em que a recompensa dos mineradores cai pela metade. A expectativa é que isso ocorre em meados de maio deste ano, mas tem puxado os preços desde o ano passado.

Atualmente, para cada bloco minerado, o prêmio é de 12,5 bitcoins, valor que cairá pela metade em breve. Com isso, mesmo que a demanda pelo Bitcoin continue igual, haverá uma pressão de alta sobre o preço.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX

Sobre o Autor:

Por Rodrigo Tolotti – Colunista InfoMoney

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião da XDEX ou de seus controladores.

Adicionar um comentário