Bitcoin sobe 30% e tem melhor janeiro desde 2013

Bitcoin sobe 30% e tem melhor janeiro desde 2013

Mercado e Tendências
31 de janeiro de 2020 por InfoMoney
250
Com isso, o Bitcoin reverteu a série negativa em meses de janeiro, que já dura desde 2015 Na contramão da maior parte do mercado, o Bitcoin subiu 30% no último mês, registrando assim seu melhor janeiro desde 2013, quando disparou 54%. A maior criptomoeda do mundo era negociada a US$ 9.300 às 17h30 desta sexta-feira
Banner moedas de bitcoin e gráfico candle com variação

Com isso, o Bitcoin reverteu a série negativa em meses de janeiro, que já dura desde 2015

Na contramão da maior parte do mercado, o Bitcoin subiu 30% no último mês, registrando assim seu melhor janeiro desde 2013, quando disparou 54%.

A maior criptomoeda do mundo era negociada a US$ 9.300 às 17h30 desta sexta-feira (31), uma alta de 29,9% sobre os US$ 7.160 cotados no dia 1º de janeiro. Com isso, o Bitcoin reverteu a série negativa em primeiros meses do ano, já que desde 2015 e moeda digital caiu em janeiro.

O preço da moeda digital chegou a cair abaixo de US$ 7 mil nos primeiros dias do ano, mas logo reverteu e engatou um forte movimento de alta puxado pelo ataque dos Estados Unidos que matou o general iraniano Qasem Soleimani.

Este ataque reforçou o uso do Bitcoin como um ativo de proteção em momentos de tensão no mercado tradicional, conforme especialistas já vinham apontando em casos como a crise na Argentina e Venezuela, onde houve um grande aumento na busca pela cripto.

Publicidade:

Banner Bitcoin Taxa Zero

Na sequência, um outro fator de pânico nos mercados também favoreceu a alta do Bitcoin: o coronavírus. Enquanto as bolsas do mundo todo registraram fortes quedas nas últimas semanas, o Bitcoin disparou, registrando ganhos mais expressivos que o ouro, ativo muito buscado por investidores que querem proteção.

Vale ressaltar que analistas têm apontado que o ano de 2020 promete ser bastante positivo para o Bitcoin particularmente por conta do chamado “halving”, evento em que a recompensa dos mineradores cai pela metade. A expectativa é que isso ocorra no início de maio, mas tem puxado os preços desde o ano passado.

Atualmente, para cada bloco minerado, o prêmio é de 12,5 bitcoins, valor que cairá pela metade em breve. Com isso, a oferta da criptomoeda será reduzida, fazendo com que haja uma pressão de alta sobre o preço.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX

Sobre o Autor:

Por Rodrigo Tolotti – Colunista InfoMoney

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião da XDEX ou de seus controladores.

Adicionar um comentário