Cripto Semanal #32

Cripto Semanal #32

Institucional
17 de julho de 2019 por XDEX
47
Se a notícia do lançamento do Projeto Libra encabeçado pelo Facebook contribuiu para a alta do bitcoin e demais criptos, o resultado das audiências no Senado Americano desta semana certamente influenciaram na correção que estamos vendo. Apenas nas últimas 24 horas, o bitcoin perdeu mais de 12% de valor, sendo cotado ao redor de US$
Banner Cripto Semanal XDEX

Se a notícia do lançamento do Projeto Libra encabeçado pelo Facebook contribuiu para a alta do bitcoin e demais criptos, o resultado das audiências no Senado Americano desta semana certamente influenciaram na correção que estamos vendo.

20190717 Tabela - Cripto Semanal #32

Apenas nas últimas 24 horas, o bitcoin perdeu mais de 12% de valor, sendo cotado ao redor de US$ 9.350 e registrando recorde de volatilidade do último ano. Em termos globais, o valor de mercado dos criptoativos retrocedeu aos US$ 250 bi, quase US$ 100 bi de perda de valor, representando uma queda de 25%.

Na terça-feira, houve a primeira audiência no Senado Americano no Comitê de Bancos apenas com a presença de David Marcus, CEO da Calibra, a subsidiária do Facebook que desenvolverá uma carteira para a libra e será parte integrante do consórcio de empresas.

Hoje, quarta-feira, haverá mais um audiência, mas desta vez no Comitê de Serviços Financeiros, contando com as participações de David Marcus e outros especialistas da indústria.

Publicidade:

728x90 2 - Cripto Semanal #32

Se pudéssemos resumir em uma palavra o ambiente da audiência no Senado, eu diria “animosidade”. Muitos dos senadores presentes no comitê demonstraram indignação, até desprezo, pelo Facebook e suas práticas que levaram a inúmeros escândalos, desde vazamento de dados até conivência com fakenews e influência em eleições mundo afora.

De certa forma, a audiência pareceu ser uma continuação dos problemas que o Facebook vem enfrentando com o governo americano e a opinião pública. E, concluíram alguns senadores, se a empresa de Mark Zuckerberg não pode ser confiada (trusted, outra palavra usada repetidamente durante a audiência), por que deveríamos permitir que agora entrassem na indústria de pagamentos coletando ainda mais informações de seus usuários?

A resposta de Marcus a essas perguntas (e foram várias similares) é a de que o Facebook não terá acesso a essas informações. Primeiro, será a empresa Calibra a responsável por prover a tecnologia para pagamentos com a libra. Segundo, informações pessoais não são gravadas no “blockchain” do consórcio.

Tecnicamente, ainda não é possível saber a veracidade dessa resposta. Apenas com o código funcionando para realmente entender se haverá ou não alguma intersecção com Facebook e/ou se dados pessoais de pagamentos serão realmente coletados e armazenados. O fato inconteste é que isso preocupa e muito os senadores americanos, especialmente considerando o histórico da plataforma de Zuckerberg, algo repetido ad nauseam na audiência.

As demais preocupações sobre lavagem de dinheiro, uso para financiamento ilícito, etc., também vieram à tona, mas parecem ter ficado em segundo plano diante da falta de confiança com relação ao Facebook, o que os senadores fizeram questão de mostrar.

O grande ausente da audiência foi justamente o bitcoin. Praticamente não trataram do bitcoin. Certamente ainda não o encaram como uma ameaça, dada a sua volatilidade e a adoção potencial imediata muito menor que a da libra (já que o Facebook é o maior país do planeta com 2,5 bilhões de usuários).

Nunca foi tão bom não ter um CEO para o bitcoin. Brincadeira à parte, essa diferença crucial entre o Projeto Libra e o Projeto Bitcoin tem repercussões importantes. Facebook está passando pelas mesmas complicações que outras empresas tiveram de lidar quando pensaram em criar sua própria “moeda”. PayPal é o melhor exemplo. A ideia original era emitir a própria moeda digital. Mas quando entenderam o tamanho do problema, decidiram ser apenas um sistema de pagamentos online.

O Projeto Libra ainda dará muito o que falar. Talvez nem saia do papel. Como o próprio David Marcus reiterou durante a audiência, “se não deixarmos reguladores tranquilos e endereçarmos todas as preocupações, não lançaremos a Libra.”

Tempos interessantes pela frente.

Uma boa semana a todos!

Fernando Ulrich,
Analista-Chefe da XDEX.
www.xdex.com.br

Adicionar um comentário