Cripto Semanal #6

Cripto Semanal #6

Institucional
14 de janeiro de 2019 por XDEX
191
Variação da última semana. Nesta última semana tivemos uma queda no preço dos ativos. A começar pela cotação do bitcoin, a baixa foi acima de 10% (preço desta manhã de segunda). Em outras criptos, as variações foram ainda maiores, conforme tabela abaixo: Se na carta anterior celebramos os dez anos do bloco gênese, nesta semana
Banner Cripto Semanal XDEX

Variação da última semana.

Nesta última semana tivemos uma queda no preço dos ativos. A começar pela cotação do bitcoin, a baixa foi acima de 10% (preço desta manhã de segunda). Em outras criptos, as variações foram ainda maiores, conforme tabela abaixo:

image - Cripto Semanal #6

Se na carta anterior celebramos os dez anos do bloco gênese, nesta semana relembramos os dez anos do tweet do falecido cypherpunk, Hal Finney: “Running bitcoin” (rodando o bitcoin). Dentre todos os membros da lista de discussão de criptografia, à qual Satoshi Nakamoto enviou a mensagem anunciando a criação do Bitcoin em 2008, Finney foi um dos únicos recipientes entusiasmados com a ideia. 

Por conta disso, acabou sendo o primeiro a receber uma transação de Nakamoto e, provavelmente, a segunda pessoa a rodar um nó na rede. Pelas suas contribuições à ciência do dinheiro eletrônico e da criptografia, Finney é sempre reverenciado por todos do mundo cripto.

Ataque de 51% no ETC.

Um acontecimento relevante nos últimos dias foi o ataque de 51%sofrido pelo Ethereum Classic. A vítima nesses atos não é o blockchain em si, mas as exchanges escolhidas como alvo. A rede é apenas usada como o meio para cometer um roubo (gasto-duplo). Nesse episódio, o Ethereum Classic (ETC) foi a rede usada. 

De forma resumida, o ataque consiste em fazer uma negociação numa exchange usando a criptomoeda em questão: deposita-se ETC na exchange, troca-se ETC por BTC, por exemplo, imediatamente solicita-se um resgate em BTC e, uma vez concluído o saque, reorganiza-se o blockchain do ETC onde a transação inicial de depósito na exchange é revertida. O agressor então mantém seu saldo inicial de ETC mais o novo saldo de BTC. Quem arca com a perda é a exchange. 

O alvo nesse ataque recente foi uma pequena exchange chinesa, Gate.io, tendo um prejuízo na ordem de US$ 100 mil. Curiosamente, quem executou a agressão foi um whitehacker que, após alguns dias, retornou à exchange todos os fundos furtados. Esse é um tema importante, mas muito mal compreendido. Em momento oportuno, o abordarei com mais detalhes 

Hard Fork na rede Ethereum: Constantinople.

Ainda na rede do Ethereum, mas agora referente ao Ethereum principal, todas as atenções estão voltadas ao hard fork do próximo dia 16 de janeiro, quarta-feira, para realizar a atualização da rede batizada de “Constantinople”. Embora esteja no roadmap de desenvolvimento desde os primórdios — portanto é planejado e conhecido há anos, não é “contencioso” –, uma atualização dessa natureza sempre traz consigo particularidades que exigem cuidados de todos os participantes. Fique ligado no blog da XDEX onde logo traremos maiores detalhes sobre o hard fork do Ethereum. 

Do ponto de vista regulatório, destaco os avanços feitos pelo estado americano de Wyoming, o qual tem introduzido uma série de legislações benéficas para o mundo crypto e blockchain. Fruto desse esforço regulatório, a empresa responsável pelo desenvolvimento do Cardano, a IOHK de Charles Hoskinson, anunciou que mudará seu domicílio fiscal para Wyoming. 

Aos interessados em leituras mais profundas, merece menção o artigo de Joey Krug da Pantera Capital, uma das empresas de investimento pioneiras no mercado cripto. Intitulado “A Crypto Thesis“, a tese de Krug busca explorar o potencial transformador da tecnologia para o mundo das finanças, desde a criação de novos ativos (como o bitcoin) até as repercussões na infraestrutura do mercado financeiro, impactando não apenas o “underlying” (o ativo subjacente, ações, bônus), mas também os derivativos. 

Publicidade:

Banner Bitcoin Taxa Zero

O potencial disruptivo do blockchain.

Em um artigo instigante para revista Wired, Chris Dixon da “A16Z Crypto” reflete sobre o potencial disruptivo da tecnologia do blockchain para serviços como “cloud storage”. “Passaram-se vinte anos para que o software aberto (open source) suplantasse o software proprietário”, reflete Dixon, “e poderá levar o mesmo tempo para que os ‘serviços abertos’ (open services) suplantem os serviços proprietários.” 

Sobre o infindável debate entre os proponentes do Bitcoin e do Bitcoin Cash, recomendo esta extensa entrevista com o economista Jeffrey Tucker, um dos pioneiros em enxergar os méritos da grande invenção do Bitcoin. Na sua visão, os desenvolvedores do Bitcoin Core erraram grosseiramente ao não permitir que o blockchain escalasse “on chain” (no protocolo base). 

Por fim, e ainda no espírito comemorativo da primeira década do Bitcoin, deixo esta série fenomenal da Coindesk, chamada de “BitcoinAt10”, trazendo a história contada por aqueles que construíram a tecnologia nesse período. Imperdível. 

Boa semana a todos! Se você perdeu o Cripto Semanal #5, confira aqui.

Fernando Ulrich,
Analista-Chefe da XDEX.
www.xdex.com.br

 

Adicionar um comentário