O corona vírus impacta no preço do bitcoin?

banner coronavirus bitcoin 1300x800 770x415 1 - O corona vírus impacta no preço do bitcoin?

Embora os investidores chineses em criptomoedas sejam uma força de mercado considerável, é estatisticamente difícil concluir uma correlação individual entre o surto e os movimentos no mercado de criptomoedas, disse Lingxiao Yang, diretor de tecnologia do Trade Terminal, um fundo de hedge localizado em São Francisco, EUA.

“É realmente difícil destacar um motivo que afeta os volumes de negociação de criptomoedas e os preços de mercado, já que os dados nem sempre estão disponíveis e são transparentes”, disse Yang.

Além disso, todo o valor de mercado das criptomoedas é pequeno comparado ao mercado de ações, o que significa que muitos fatores podem causar um impacto no mercado.

No entanto, Yang descreveu algumas características dos investidores em criptomoeda asiáticos que poderiam tornar o coronavírus um fator significativo para influenciar o mercado.

A maioria dos investidores de criptomoeda da Ásia tendem a ser investidores de varejo e, historicamente, se tornaram mais ativos em feriados importantes como o Ano Novo Chinês, disse Yang.

“Não podemos prever os preços de mercado, mas com base em nossas experiências passadas, a tendência era ficar mais volátil naqueles tempos”, disse Yang. “Percebo que o surto de vírus pode potencialmente levar a mais negociações de criptomoedas para investidores de varejo, uma vez que eles ficam em casa e têm ainda mais tempo para verificar o mercado”.

Também é difícil prever os preços de mercado, uma vez que ativos digitais como o bitcoin têm um conjunto único de fatores de retorno, disse Kostya Etus, gerente sênior de portfólio da empresa de gerenciamento de dinheiro CLS Investments.

Etus em mais um argumento diz: “O Bitcoin não é realmente visto como um ativo de refúgio, como ouro ou dinheiro, e não tem muito em comum com ativos de risco, como ações”.

Na minha opinião discordo quando ele diz que não possui a característica de reserva de valor. Acredito que por menor que ainda, dado o pequeno total de valor de mercado, o Bitcoin possui essa função sim.

Situação fluida

Como as criptomoedas são altamente especulativas, o corona vírus pode ter um impacto significativo no mercado global, de acordo com Samuel Lee, consultor financeiro da SVRN Asset Management de Chicago.

“O mercado de criptomoeda pode reagir exageradamente ao surto, pois tende a ser irracional comparado ao mercado financeiro tradicional”, disse ele.

Por outro lado, Lee disse que é mais provável que o surto tenha um efeito limitado.

“Vimos o bitcoin como uma classe de ativos subida ao mesmo tempo em que havia a possibilidade de uma guerra entre o Irã e os EUA”, disse Lee. “No entanto, o corona vírus pode não ser tão grande influência geopolítica.”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ainda está debatendo se deve declarar o surto uma emergência internacional de saúde pública até o momento em que este foi escrito.

“Os residentes chineses não têm medo o suficiente para querer fugir do país”, disse Lee.

O S&P 500 ficou positivo mesmo após a OMS convocar uma reunião de emergência sobre como lidar com o surto de corona vírus, embora o índice de referência de Hong Kong, Hang Seng Index e o índice de ações A de Xangai, tenham experimentado quedas consideráveis recentemente.

“A maioria das epidemias regionais anteriores parece ter tido um impacto muito limitado no mercado de ações, exceto a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS)”, disse Wilfred Daye, consultor sênior do banco de investimentos Bardi Co. SARS é uma doença respiratória viral agressiva causada por uma cepa semelhante do novo corona vírus.

“Quando epidemias prolongadas se tornarem um fator impulsionador do mercado, o mercado de criptomoedas reagirá mais fortemente”, disse Daye, que também trabalhou como ex-chefe de mercados financeiros da OkCoin.

O corona vírus é bom para Bitcoin… Realmente?

É uma afirmação que todos nós começamos a ouvir muito recentemente, então vamos colocar os fatos associados a essa reivindicação antes de passar para os fatores de controle de preços de ativos de criptomoedas. Entre alguns outros países, é verdade que a China também é considerada um hub de criptomoeda, apesar da proibição de bitcoin, o que significa que é oficialmente ilegal minerar ou comercializar bitcoin na China.

Aqueles que reivindicam essa noção acreditam que, assim que as notícias sobre surtos de vírus foram divulgadas, muitos chineses, incluindo os ricos, compraram bitcoin de seus ativos líquidos (dinheiro / ações) e saíram da China, pois é difícil sair de um país com quantia ou ouro sem declarar as autoridades.

A primeira coisa que alguém passaria dando esse passo é o aborrecimento de comprar bitcoin, o que, pela ao ser feito na primeira vez, não é nada fácil, dado o curto período entre meras notícias de surtos de vírus e uma emergência internacional.

Bitcoin ainda não foi adotado em massa

O ativo criptográfico ainda não foi adotado na medida em que momentos de crise global e turbulência geopolítica afetem seu preço. A adoção do Bitcoin é lenta, mas definitivamente aumenta ao longo do tempo e, para apoiar essa afirmação, o número total de carteiras de criptomoeda não sofreu nenhum pico durante a recente crise, como mostra o gráfico de uma fonte extremamente credível.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - O corona vírus impacta no preço do bitcoin?

Nenhuma relação entre o aumento recente do preço do Bitcoin e a epidemia

Agora, primeiro vamos falar sobre a cadeia de eventos que levou ao recente aumento no preço do bitcoin. Wuhan foi colocado em quarentena em 23 de janeiro de 2020. O vírus foi detectado pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan em dezembro de 2019 e naquela época o preço do bitcoin flutuava entre USD$ 7.100 a USD$ 8.000, o que é normal se estivermos olhando para o mercado de criptomoeda.

Atualmente, o Bitcoin está sendo negociado em torno de USD$ 9.400, aproximadamente o mesmo de novembro de 2019. Desde o surto de Wuhan, o ativo ganhou 10% em valor, mas já era esperado que atingisse os níveis atuais pelos principais analistas devido aos fatores que afetam o preço do BTC. Mas quais são os fatores que afetam o preço do bitcoin e de que maneira eles afetam o ativo de criptomoeda? É algo que todos deveriam considerar primeiro.

Fatores que afetam o preço de Bitcoin

O Bitcoin não é emitido por um banco central ou apoiado por um governo. Ao contrário das moedas tradicionais, a política monetária, as medidas de inflação e crescimento econômico são muito diferentes quando se trata do cripto, uma vez que é uma moeda digital descentralizada e é mantida por uma rede de mineradores igualmente privelegiados.

É fato que, quando o preço do bitcoin sobe, o restante das criptomoedas segue, uma tendência amplamente conhecida não apenas entre as pessoas de criptomoedas, mas todos como Ethereum (éter), ripple (XRP) e o resto experimentaram ganhos consideráveis ​​desde o início do surto.

Principais fatores que afetam o preço do bitcoin são:

  • Demanda e fornecimento de Bitcoin
  • Custo de mineração de um Bitcoin
  • Número de criptomoedas concorrentes
  • Regulamentos que regem sua venda
  • Volume de negociação
  • Influência da mídia
  • Spread entre diferentes regiões

Haverá apenas 21 milhões de bitcoin, fato conhecido desde o início da criptografia. A cada ciclo, novas moedas são lançadas a uma taxa mais lenta (halving), o que significa que a taxa de crescimento diminuiu. Ou seja, existe uma menor oferta para uma demanda latente cresecente.

A mineração de Bitcoin envolve um procedimento complicado de solução de problemas matemáticos criptográficos que todos os mineradores de BTC competem para resolver, a fim de obter recompensa em BTC. Quando mais mineradores entram na competição para resolver o problema primeiro, o problema fica mais difícil e, portanto, mais caro. Por ser caro, quer dizer que demandará um hardware mais poderoso, que é caro em primeiro lugar e pode consumir mais eletricidade, pois existe uma tendência de adição dum maior número de máquinas ao parque.

A taxa de hash do Bitcoin é o número de suposições que um mineiro pode fazer com um hash criptográfico a cada segundo. Se um sistema adivinhar corretamente o hash de um bloco, uma unidade de mineração adiciona esse bloco à blockchain e o mineiro recebe uma recompensa por seu trabalho. Isso inclui a taxa de transação e uma quantidade fixa de novo bitcoin desbloqueado a cada bloco.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - O corona vírus impacta no preço do bitcoin?

Em 30 de janeiro, a taxa de hash do bitcoin atingiu novo recorde histórico e o poder de computação coletiva que suporta a rede atingiu mais de 123.011.832 terahashes por segundo, como pode ser visto no gráfico. Este é um dos aspectos fundamentais que afetam o preço do bitcoin.

O Bitcoin opera em um plano diferente, diferentemente dos estoques tradicionais e possui diferentes fundamentos e fatores que afetam seu preço. O preço do Bitcoin permanece extremamente volátil, o motivo pelo qual não houve muito investimento institucional nem adoção em massa na medida em que momentos de crise global e turbulência geopolítica afetam seu preço.

Invista em bitcoins com segurança, facilidade e taxa ZERO: abra uma conta gratuita na XDEX

Sobre o Autor:

Paulo Junqueira – Gestor com mais de 15 anos de experiência em consultoria de gestão estratégica e organizacional. Atua no mercado de criptomoedas desde 2016 e atualmente presta consultoria para startups que pretendem lançar ICO, IEO e/ou STO. Formado em Administração Pública pela FGV em 2002 e mestrado em 2005 pela Universidade de Barcelona.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião da XDEX ou de seus controladores.

Deixe uma resposta